Separar?

Nunca! O Brasil e nosso!

Tenho indagado aos mais próximos, na rua, na sala de aula: qual foi sua atuação na campanha? A resposta de quase 100%, e que não me surpreendeu, é: "FB, fiz campanha na Internet."

Ridículo, não foi o Aécio que perdeu esta eleição, fomos nós. Neguinho não colocou um adesivo no carro, não falou com nenhum parente, não foi pra rua, nada, nada… Difícil. Agora ficam buscando culpados, falando em separação, não tenho como concordar com isso. Acomodados.

Aqui na praia tava lotado de gente que justificou o voto. Agora existe voto em transito, era só ter se cadastrado antes… Nem sei o que dizer. Como líder comunitário em Campinas vivi isso de perto, o pessoal quer o benefício, mas não quer pagar o preço.

Eu nasci no coração de São Paulo, sou paulista da gema. Vivi em Sampa meu primeiros vinte anos. Conheço de perto todas as ruas que o Caetano cantou. Sempre adorei e adoro o Norte e o Nordeste do meu país e o seu povo, Brasileiros como eu, que sempre me trataram muito bem.

Solução só existe com participação, mobilização, sentando no sofá não se resolve nada. Na SAB era sempre o povo mais humilde do bairro que ia com a gente para a frente da prefeitura, nas passeatas, nos atos públicos, etc. Para conseguirmos benfeitorias. O resto tinha compromissos…

BFS!!!!

Espaço político não fica vazio

Democracia é um exercício.

O povo sabe votar sim, está aprendendo cada vez mais, não tem assim memória tão fraca quanto querem que acreditemos. Mas então, você se pergunta, e com todo direito, como é que certas figuras estão sempre lá? Bom, um dos responsáveis é o Voto Proporcional.

Você não votou no cara que fez aquele escândalo, que roubou, de modo algum! Mas votou na legenda ou coligação dele. Você votou no seu vizinho. Você o conhece, sabe que é um cara inteligente e que pode ser um bom representante. Infelizmente ele não se elege… aí o voto nele vai somar no partido ou na coligação para a entrada do mais votado, que é o tal que você não pode nem ver na frente. É assim que o seu voto conta e dito cujo se elege.

Uma verdadeira sinuca de bico para o eleitor. As vezes tentando fugir disto acabamos fazendo o chamado Voto Útil, que é o votar nos que parecem ter mais chances. Isso também não resolve. Não adianta e podemos acabar reféns dos institutos de pesquisa.

A melhor saída, mesmo que isso deixe nosso vizinho triste por lhe negarmos o voto, é votar no partido. Você pode votar na pessoa, mas tem que levar em conta o partido também e ver quem são os outros na mesma legenda.

Nossa obrigação social é colocar lá um time cada vez melhor, que represente nossos ideais, nossos anseios em relação ao governo.

Não existe espaço político vazio!

Note que eu disse acima “..um dos responsáveis…” tem outro, tem sim, é o nosso comodismo. Esse comodismo ora se revela em votarmos sempre em um mesmo candidato sem pensar muito e ora em que não assumimos nenhum compromisso com o processo: não participamos.

Quem é bom… não se mete em política, certo? Errado, quem é bom participa. Se nós não nos manifestarmos nem, pelo menos, por meio do voto e não elegermos os nossos ideais e candidatos, outros o farão. Vai sempre existir Governo e teremos que nos submeter a ele. Esse é o tamanho da importância da nossa participação e do voto. (Que tal, prepare seu filho/a para ser o próximo/a presidente?!)

Voto Proporcional
Para saber o número de assentos de um partido na Câmara, primeiro é preciso calcular o quociente eleitoral, dividindo-se, para isso, o número de votos válidos apurados pelo de candidatos á Câmara. Segundo o Código Eleitoral (Lei 4.737/65), estão fora da disputa os partidos que não tiverem alcançado o número de votos igual ou superior ao quociente eleitoral. Os partidos que continuarem na disputa necessitam determinar quantos lugares cada um terá direito a ocupar. Esse é o quociente partidário: calculado dividindo-se o número de votos válidos da legenda pelo quociente eleitoral do município. Os eleitos são aqueles que obtiverem o maior número de votos dentro do partido, até o número de vagas a que a legenda tem direito. As vagas restantes são destinadas aos partidos com as maiores sobras de voto. Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Especiais/possesenadores2011/noticias/entenda-o-que-e-voto-proporcional-e-suas-alternativas.aspx

Depois disto posto, quer mais ação e menos bla bla bla? Conheça AVAAZ.ORG participe!

Votei num elegi outro, como foi isso?

Links:

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Purificadores Purific, o melhor custo benefício. Água tratada na sua pia, deliciosa, leve para beber.
Purificadores Purific, o melhor custo benefício. Água tratada na sua casa, deliciosa e leve para beber.