Alemanha e o Destino, quem é o senhor?

TRENQUE-LAUQUEN
Hoje em dia a cidade cresceu.

​Há uns dez anos estava visitando a Argentina​. Fomos a então pequena cidade de Trenque Lauquen, zona rural com muitas fazendas, o lugar fica a uns 400 km de Buenos Aires. Não chovia e meu amigo, um holandês que já havia morado no Brasil, me levou para mostrar sua fazenda. Foi um passeio a cavalo delicioso, descobri que o terreno todo era muito arenoso e tinha que sempre estar coberto: girassol, milho, aveia, alfafa e soja se alternavam sempre.

No final do passeio o holandês me contou que o gado já estava sofrendo com a falta de água. Um pequeno açude ainda dava conta, mas era preciso racionar. Isso certamente prejudicaria a engorda. Virei pra ele e disse, vamos orar e pedir a Deus que chova, que ele mande chuvas para Trenque Lauquen.  Ele olhou para mim e disse com muita calma: “rezo para que não me falte saúde, força, inteligência, coragem para trabalhar e paz, o resto Deus sabe.”

Demorou cair a ficha, mas logo entendi. “Deus sabe onde tem ou não tem que chover” continuou “a chuva que para mim será boa pode destruir a lavoura de outro, diminuir a produção…”  É isso aí, nossa paga vem pelo trabalho, pelo nosso esforço. É como no futebol. Acabamos de ver isso nesta copa (2014 Brazil). Deus não toma partidos. Tem grama, luz, juiz e bandeirinhas para os dois times. Ganha quem jogar melhor!

Uma Alemanha organizada, coesa, treinada, com ritmo de jogo atropelou o time brasileiro. Faz tempo que vivemos da sorte, ou melhor da fatalidade alheia. Lembra do Baggio? “azar” dele/es, “sorte” nossa, não foi? E o Galvão gritando: “Buda contra Cristo” Ridículo. Mas é isso a gente cresce ouvindo besteiras e acaba acreditando que se tratam de fatos.

Não tem deus brasileiro, não tem sorte, não tem jeitinho. Precisamos entender isso. O que existe e dá certo é trabalho, fruto de trabalho e de suor. Isso se aplica a tudo em nossas vidas. Tem uma mentira aí que nos atrapalha: Tratamos Deus, o governo, o patrão, as pessoas em posição de autoridade como se fossemos mendigos que precisam de assistencialismo.

Chega de mendigar, esperar a sorte, vamos fazer acontecer!

Essa seleção da Alemanha vem jogando junto há mais seis anos, passaram muitas coisas. Foram derrotados, continuaram a treinar, lutar, trabalhar. O trabalho realizado garantiu agora a participação na final da Copa do Mundo da FIFA. Isso pode ser assim nas nossas vidas também. Chega de ficar esperando do céu, do governo, do patrão, de quem quer que seja! Vamos fazer acontecer. Isso é muito mais importante que a copa da Fifa.

Bom, a Copa ainda não acabou, domingo saberemos quem é o campeão, que vença o melhor. Mas é um jogo, tudo pode acontecer. Vou torcer pela America Latina, agora representada pela Argentina. Como disse Milton Neves, sitando Nelson Rodrigues, “O futebol é a coisa mais importante dentre as menos importantes”. Importante mesmo é que você seja senhor de seu destino, faça acontecer e no caminho vá se divertindo com o que for possível.

 

———————-

————–

visite:

Escola Bilíngue no Guarujá
Água – Purificadores

Advertisements

Published by

Carlos Rix

My name is Carlos Rix, I am in Brazil. This blog is a nice place to meet people, make friends, express myself, etc. I like Citizen Journalism. I am in Brazil now, but i have traveled around too. Places like Argentina, Paraguay, Bolivia, United States, Korea... there are many other places I would like to know... life is really nice, all I do is to give it a chance. I would like to visit Aquaba in Jordam, Lebanon, Italy, Spain and Portugal.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s